13/05/2017

Os Miseráveis: A obra-prima de Victor Hugo volta às livrarias portuguesas





Reconhecido mundialmente muito por culpa da sua defesa incansável dos direitos humanos e da sua escrita refinada, Victor Hugo regressa às prateleiras de todas as livrarias portuguesas. Após longos anos sem uma edição actualizada, “Os Miseráveis“ voltam numa edição muito bem conseguida pela Relógio D'Água, chancela portuguesa que é especializada na edição de clássicos da literatura mundial.
Originalmente lançada a 3 de Abril 1862 em 8 cidades em simultâneo: Leipzig, Bruxelas, Budapeste, Milão, Roterdão, Varsóvia, Rio de Janeiro e Paris, esta obra magistral e incomparável relata como nenhuma outra, a vida vivida nos subúrbios parisienses e o retrato de uma sociedade decadente em pleno século XIX.
Jean Valjean, Cosette, Fantine são três das personagens mais amadas pelos admiradores deste autor francês.
Outro feito digno de ser mencionado é o elevado número de adaptações cinematográficas: 65, sendo que a primeira data de 1909. Tudo isto em pouco mais de um século após a sua publicação.
A tradução desta nova edição em dois volumes ficou a cargo de José Cláudio e Júlia Ferreira, uma dupla de tradutores portugueses que contam na sua carreira com traduções de obras tais como: “A Ilha de Sacalina”, de Anton Tchekov, “Cândido ou o Otimismo”, de Voltaire e “Do Amor”, de Stendhal.
Victor Hugo nasceu a 26 de Fevereiro de 1802 em Besançon e faleceu a 22 de Maio de 1885, aos 83 anos de idade.
É ainda hoje, apelidado por muitos de “Homem-Século”, pois, a sua longa vida perpassou quase todo o século XIX.
Adquira os 2 volumes no site da editora aqui:
Volume I: http://relogiodagua.pt/produto/os-miseraveis-i/
Volume II: http://relogiodagua.pt/produto/os-miseraveis-ii/

Nenhum comentário:

Postar um comentário