18/04/2017

A Influência de Salazar na saga Harry Potter


Toda a gente sabe que a escritora britânica J. K. Rowling deu aulas na cidade invicta. Aliás, o Porto é um ponto de peregrinação obrigatório para todos aqueles que adoram a saga do menino que se tornou no feiticeiro mais famoso do mundo aos 11 anos.
Apesar de ter vivido apenas por 1 ano em Portugal, a rainha da fantasia que revolucionou para sempre a literatura mundial, utilizou imensas referências ao nosso país nos 7 livros de Harry Potter.
Dois dos mais notórios são a sua inspiração na arquitectura neogótica da centenária Livraria Lello e no traje académico portuense. Mas um em particular originou até uma teoria que foi agora confirmada pela própria autora. A perspicácia de uma fã deu o mote para a revelação agora divulgada: Qual seria a relação da personagem Salazar Slytherin – um dos quatro fundadores de Hogwarts – com os tempos vividos em Portugal? Esta teoria era discutida há muito entre os fãs da saga, aguçando a sua curiosidade. Através do Twitter, Rowling escreveu o seguinte:
“I did indeed take his name from António Salazar, the Portuguese dictator.” – Eu realmente tomei o seu nome de António Salazar, o ditador português.
Na complexa trama, Salazar Slytherin é um dos personagens mais cruéis. Fundou Hogwarts ao lado de Godric Gryffindor, Helga Hufflepuff e Rowena Ravenclaw.
Feiticeiro de sangue puro e sedento de poder, sempre defendeu que a maior escola de magia e feitiçaria do mundo, jamais poderia aceitar alunos que não possuíssem pais que fossem feiticeiros.
O seu método de selecção baseava-se no estatuto de sangue, na ambição e na criatividade para contornar as regras. Outro dos seus dons era comunicar com répteis, nomeadamente as serpentes, o animal que representa a sua casa no mundo fantástico criado pela escritora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário